Loki foi cortado de Vingadores: Era de Ultron para não roubar os holofotes do vilão principal

Apesar de todo o sucesso financeiro e de todas as suas qualidades como entretenimento, as produções da Marvel costumam ter um ponto fraco, na visão de alguns críticos: seus vilões não teriam suas personalidades desenvolvidas o suficiente. Entretanto, mesmo o maior detrator do Universo Marvel Cinematográfico reconhece que o vilão Loki foi um dos mais bem concebidos da franquia até aqui.

Todo o carisma do persoangem, potencializado pela atuação marcante de Tom Hiddleston, pode ter sido fundamental para que a Marvel cortasse a ponta que o Loki tinha em Vingadores: Era de Ultron. O motivo? Não deixar que o Deus da trapaça e da travessura roubasse os holofotes do vilão principal, o robô Ultron.

“Eu fiz parte da sequência do sonho do Thor. Eu filmei por um dia e me diverti muito”, disse Hiddleston em entrevista em vídeo ao site Digital Spy.

A informação não chega a ser nenhuma novidade, já que o próprio diretor Joss Whedon tinha explicado que tinha deixado o Loki de fora cena para que o filme não “ficasse saturado” de personagens. O que não se sabia até então era o real motivo da ausência. “Eu recebi uma ligação de Kevin Feige [presidente da Marvel Studios] que me disse que nas sessões-teste do filme, o público tinha supervalorizado o papel de Loki no filme. Eles achavam que porque eu estava no filme, eu estava controlando o Ultron e isso estava desequilibrando as expectativas das pessoas, então Joss e Kevin pensaram: ‘Vamos cortá-lo porque ele estava confundindo as pessoas…’ Isso fez sentido para mim quando eu assisti o filme”, afirmou o ator.

Apesar de ter dado a entender que seu futuro no Universo Marvel Cinematográfico é incerto, Hiddleston deve marcar presença como Loki em Thor: Ragnarok, que estreia dia 27 de julho de 2017.

Via AdoroCinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *