As pessoas não se beijam (romanticamente) em todas as culturas

Em um estudo, publicado no periódico American Anthropologist, pesquisadores fizeram um verdadeiro ‘censo’ do beijo. Afinal, beijar é humano? Estudos anteriores que afirmavam que ‘beijar é universal’ agrupavam o beijo sexual/romântico com beijos mais sociais, entre pais e filhos. E, obviamente, as coisas são diferentes.

Então os cientistas analisaram dados de alguns grandes estudos anteriores que analisavam várias culturas humanas e contataram etnógrafos para perguntar se, em seu trabalho de campo, eles haviam testemunhado o beijo romântico/sexual. No total, 168 culturas de vários cantos do mundo foram pesquisadas.

E o resultado foi impressionante: em 54% das culturas pesquisadas não havia evidência de beijos românticos. “Acreditamos que o etnocentrismo ocidental, a crença que um de nossos comportamentos prazerosos seria humano, pode ter criado essa ideia de que o beijo é universal“, eles escrevem.

Mas qual é a diferença entre culturas que têm o beijo e aquelas que não têm o hábito? Uma variável comum foi a estratificação da sociedade. O beijo romântico é mais comum em sociedades complexas, não nas mais simples. Ainda não se sabe, no entanto, por que ou se (afinal, não sabemos se a relação é direta) a estrutura social mais rígida pode promover o beijo romântico.

Via Revista Galileu.

Um comentário em “As pessoas não se beijam (romanticamente) em todas as culturas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *