Esse artista ‘aspirou’ o ar poluído de Pequim e fez um tijolo com os resíduos

Não é novidade que a qualidade do ar em Pequim, na China, é péssima. Em julho de 2015 foi anunciado que o nível de poluição da cidade atingiu 20 vezes o limite estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A situação é tão ruim que as pessoas andam pelas ruas com máscaras em seus rostos para se proteger.

No mesmo mês em que os dados acima foram divulgados, um artista chinês conhecido como “Nut Brother” anunciou que, por meio de um aspirador de pó, juntaria a poeira do ar de Pequim. E realmente o fez: por 100 dias, ele recolheu pó pelas ruas da capital chinesa.

O artista manteve um diário onde anotou o local, as condições climáticas e anexou algumas fotos da região que aspirou.

(FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)
(FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

 

(FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)
(FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

No dia 30 de novembro foi 100º dia da jornada do artista. Com isso, Nut Brother levou tudo que recolheu para uma fábrica de tijolos e transformou o pó no material. Ele contou, em entrevista ao Quartz, que seu objetivo era mostrar, por meio da sua arte, a gravidade da poluição do ar em Pequim.

Nut Brother afirmou ainda que doará todos os tijolos para a construção de um prédio em Pequim. “Só vou jogar mais uma gota no oceano“, disse.

Via Revista Galileu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *