Veja as 12 fotos vencedoras do concurso da National Geographic




O concurso Travel Photographer of The Year (Fotógrafo de Viagem do Ano), promovido pela National Geographic chegou ao fim, e agora chegou a hora de anunciar quais foram as fotografias escolhidas pelos jurados como as melhores da disputa. Elas são realmente de encher os olhos:

Menção honrosa na categoria “Natureza”: Ursos em um iceberg, em Nunavut, no Canadá

O incrível registro de John Rollins mostra dois ursos polares empoleirados no alto de um iceberg coberto de neve no Canadá. Rollins afirma ter ficado impressionado com a relativa pequenez destes grandes animais quando comparados com a imensidão do iceberg. Para ele, isso evidencia a estreita dependência dos ursos polares em relação a condições climáticas amenas para a sobrevida da espécie.

(Foto: John Rollins)
(Foto: John Rollins)

3º lugar na categoria “Natureza”: Lagunas Baltinache, no deserto do Atacama, no Chile

Também conhecidas como “lagoas escondidas”, as lagunas de Baltinache são um conjunto de sete lagoas situadas perto de San Pedro de Atacama, no norte do Chile. O registro foi feito por Victor Lima.

(Foto: Victor Lima)
(Foto: Victor Lima)

2º lugar na categoria “Natureza”: Duplo aprisionamento

Uma fotografia tirada no Pantanal mato-grossense garantiu a segunda colocação a Massimiliano Bencivenni na categoria “Natureza”. Ele relatou que mal podia acreditar no que havia fotografado e que a natureza é capaz de reservar eventos realmente extraordinários.

(Foto: Massimiliano Bencivenni)
(Foto: Massimiliano Bencivenni)

1º lugar na categoria “Natureza”: Onde quer que vá, eu te seguirei

Hiroki Inoue é o autor da fotografia vencedora na categoria “Natureza”, registrada na cidade de Hokkaido, no Japão.

(Foto: Hiroki Inoue)
(Foto: Hiroki Inoue)

Menção honrosa na categoria “Cidades”: Manhattan, em Nova York, nos Estados Unidos

Um dia antes de completar 27 anos de idade, Kathleen Dolmatch ganhou de presente de aniversário um passeio de helicóptero pela cidade que nunca dorme, Nova York, nos Estados Unidos. Mal sabia ela que o registro feito a bordo da aeronave seria um dos premiados pela banca do concurso da National Geographic. Na imagem, podemos observar o contraste da arquitetura dos edifícios do bairro Upper West Side com o arborizado Central Park, localizado no coração de Manhattan.

(Foto: Kathleen Dolmatch)
(Foto: Kathleen Dolmatch)

3º lugar na categoria “Cidades”: Devaneio Celestial

No registro de Jeremy Tan, um raio parece atingir em cheio a torre Komtar, um dos pontos mais icônicos da cidade de George Town, na Malásia. Para o autor da fotografia, o arranha-céu simboliza a modernização que a cidade tem experimentado nas últimas décadas.

(Foto: Jeremy Tan)
(Foto: Jeremy Tan)

2º lugar na categoria “Cidades”: Silenciado

Nestes dormitórios, moram os universitários da Universidade Normal do Sul da China, localizada na cidade de Guangzhou. O registro foi feito por Asa Ka H. na hora em que os estudantes estavam almoçando. Segundo ela, os quartos, além de desorganizados, exalam um cheiro nada agradável.

(Foto: Asa Ka H.)
(Foto: Asa Ka H.)

1º lugar na categoria “Cidades”: Madraçal Ben Youssef, em Marraquexe, no Marrocos

Madraçal é o lugar onde os muçulmanos estudam o Alcorão, o livro sagrado do Islã. Em uma dessas construções, localizada na cidade marroquina de Marraquexe, foi clicada a imagem vencedora da categoria “Cidades”. Takashi Nakagawa, o autor do registro, disse que havia muita gente caminhando pelo lugar e que precisou esperar um bom tempo para surgir o momento perfeito para capturar a fotografia.

(Foto: Takashi Nakagawa)
(Foto: Takashi Nakagawa)

Menção honrosa na categoria “Pessoas”: Academia na praia

Em primeiro plano, um halterofilista faz um levantamento de barras, enquanto, ao fundo, um fisiculturista pratica exercícios de aumento muscular. O registro foi feito por Dotan Saguy, em Venice Beach, no estado norte-americano da Califórnia.

(Foto: Dotan Saguy)
(Foto: Dotan Saguy)

3º lugar na categoria “Pessoas”: Vida remota abaixo de -21 °C

Senhora de um remoto vilarejo do estado de Himachal Pradesh, localizado no extremo norte da Índia, transportando lenha para aquecer a sua casa. A fotografia foi clicada por Mattia Passarini.

(Foto: Mattia Passarini)
(Foto: Mattia Passarini)

2º lugar na categoria “Pessoas”: Rooftop Dreams, em Varanasi, na Índia

A segunda melhor foto na categoria “Pessoas” foi feita por Yasmin Mund em uma viagem a Varanasi, uma das mais antigas cidades do mundo, na Índia. Ela conta que por volta das 5h30 da manhã subiu até o terraço do imóvel em que estava hospedada para contemplar o nascer do sol sobre o rio Ganges e que, ao olhar para baixo, se deparou com famílias dormindo na laje das suas casas.

(Foto: Yasmin Mund)
(Foto: Yasmin Mund)

1º lugar na categoria “Pessoas” e melhor fotografia do concurso: Cavaleiro no inverno, em Inner, na Mongólia

O registro da rotina dos cavaleiros na Mongólia, feito pelo fotógrafo Anthony Lau, levou a melhor no concurso promovido pela National Geographic. Ele conta que no dia em que a fotografia foi capturada fazia absurdos -20 °C e que o inverno implacável no país asiático quase o fez desistir de sair do carro para tirar esta foto.

(Foto: Anthony Lau)
(Foto: Anthony Lau)

Via Mega Curioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *