Uma nova espécie de dinossauro foi descoberta no Brasil




A 438 km de João Pessoa, a região de Sousa, no sertão da Paraíba, abriga um famoso parque chamado Vale dos Dinossauros, que atrai pesquisadores e turista do mundo todo devido às abundantes pegadas desses bichões.

A história começa quando Luiz Carlos Gomes, um dos moradores de Sousa, viu o que parecia ser um osso entre as pedras, tirou uma foto e a publicou na internet. A imagem circulou pela rede até chegar em um grupo de paleontólogos da UFPE, que se prontificou a investigar.

Liderada pela paleontóloga Aline Ghilardi, a equipe descobriu que Gomes tinha encontrado a fíbula, um osso da perna, do que seria uma nova espécie de titanossauro. O dinossauro, que é conhecido por ter tido um pescoço longo, viveu na região por volta de 136 milhões de anos atrás, se tornando o mais antigo do período Cretáceo (entre 145 milhões e 66 milhões de anos atrás) a ser identificado no Brasil.

A partir do estudo comparativo do material encontrado, os pesquisadores concluíram que se trata de uma espécie inédita. A fração óssea recuperada ainda não é suficiente para descrevê-la formalmente. Portanto, ela ainda não tem um nome oficial, mas foi apelidada de Sousatitan, o titã de Sousa. Os paleontólogos aguardam a coleta de mais material e o aprofundamento de pesquisas para prosseguir com a descrição completa e oficial do animal.

O artigo publicado na revista científica “Cretaceous Research” traz algumas informações relevantes sobre esse novo dinossauro, no qual cientistas estimam que ele tinha 1,60 m de altura até o quadril e não deveria ter mais do que 5,70 m de comprimento. Uma análise histológica mostrou que o osso pertencia a um individuo jovem, que morreu antes de se desenvolver completamente.

Confira o vídeo abaixo:

Nota: A imagem de capa mostra uma ilustração de como seria a espécie de titanossauro encontrada no Vale dos Dinossauros, no sertão da Paraíba.

Fonte Folha de S. Paulo e Revista Galileu.

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: