Pesquisadores desenvolvem tecnologia capaz de digitalizar livros fechados




Um grupo de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) criou uma tecnologia que promete escanear livros sem precisar abrir as páginas. O projeto foi publicado no periódico Nature e surge como alternativa para bibliotecas e outras empresas que precisam digitalizar seus documentos.

O processo utiliza radiação terahertz, que é absorvida pelo papel e pela tinta. Em um livro fechado, existem apenas 20 micrômetros de ar entre uma página e outra, entretanto, a câmera usada na digitalização conseguiu detectar os detalhes impressos em cada uma delas, como mostra o vídeo dos pesquisadores.

Segundo o estudo publicado, a tecnologia também pode servir para inspecionar defeitos estruturais em objetos de madeira, componentes plásticos e outros artefatos.

Por enquanto, a invenção consegue ler através de apenas nove páginas de um livro fechado, mas novas pesquisas devem aprimorar os resultados. A ideia, além de ser bastante útil para o trabalho de arquivistas e bibliotecários, poderia facilitar a digitalização de livros antigos que, pelo estado frágil, não podem ser manuseados por mãos humanas.

Via Revista Galileu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *