Mistério: de onde veio a água que existe na Terra?




Como você já deve saber, cerca de 70% da superfície do planeta é coberta por água. Entretanto, você sabia que até hoje os cientistas não sabem ao certo como essa água toda veio parar por aqui? Afinal, o consenso atual é de que a formação do nosso planeta foi iniciada cerca de 100 milhões de anos após a origem do Sistema Solar e se deu a partir de uma série de colisões de partículas — que foram se agregando pouco a pouco.

Depois, corpos maiores começaram a se chocar contra o nosso mundo em formação, adicionando volume ao planeta. Além disso, nos primórdios de sua existência, a Terra ainda era bombardeada pelo calor escaldante do Sol, que era mais jovem e vigoroso, uma enorme esfera de lava.

No mundo já foi um lugar bem pouco acolhedor
No mundo já foi um lugar bem pouco acolhedor

No entanto, quando a Terra começou a se resfriar, o magma foi se transformando em rocha, a água passou a se condensar e, por fim, a sua consolidação aconteceu há cerca de 4,5 bilhões de anos. Ao longo desse tempo todo, o planeta foi se transformando nesse lugar habitável e incrível que serve de lar para todos nós. Mas, e a água? De onde ela veio?

 

Mistério

De acordo com Kristina Grifantini, do portal Live Science, muitos cientistas acreditam que qualquer água que se acumulasse sobre a superfície da Terra durante a sua formação, há 4,5 bilhões de anos, teria evaporado por conta da ação do Sol. Sendo assim, a água não deve ter surgido no nosso planeta enquanto ele estava se formando, mas provavelmente chegou até aqui de carona em corpos celestes que viajaram pelo Sistema Solar e colidiram conosco.

Teria a água pego carona em uma cauda de cometa?
Teria a água pego carona em uma cauda de cometa?

Isso porque nossos vizinhos mais próximos — Mercúrio, Marte e Vênus — também não apresentavam as condições ideais para a formação de água nos primórdios do Sistema Solar, então o líquido deve ter vindo de outro lugar. Uma das ideias é que a água tenha sido trazida por cometas, por exemplo, cujos corpos quase sempre são compostos por rochas e grandes fragmentos de gelo.

 

Possibilidades

O problema com essa teoria é que, depois de analisar as caudas de alguns dos principais cometas que orbitam ao redor do Sol — como o Halley, o Hale-Boop e o Hyakutake —, os cientistas descobriram que a composição do gelo é diferente da água que existe no planeta. Assim, outra teoria que ganhou força nos últimos anos é de que a água pode ter vindo do cinturão de asteroides.

Será que essa seria a sua origem?
Será que essa seria a sua origem?

O cinturão de asteroides é uma região do Sistema Solar que se encontra entre as órbitas de Marte e Júpiter e abriga bilhões de corpos rochosos e metálicos de diferentes tamanhos. Até recentemente, os astrônomos pensavam que essa faixa de fragmentos se encontrava perto demais do Sol para que pudesse existir água por ali.

Planeta — quase todo — azul
Planeta — quase todo — azul

No entanto, os cientistas encontraram evidências da presença de gelo em um asteroide chamado 24 Themis, o que sugere que esse material pode ser muito mais abundante no cinturão do que se pensava. Por sorte, a descoberta abriu mais um leque de possibilidades que podem ser exploradas pelos astrônomos e, quem sabe um dia, eles consigam desvendar de vez esse mistério!

Via MegaCurioso.

Deixe uma resposta!

%d blogueiros gostam disto: